Rio Ave FC nos “quartos” da Taça de Portugal

O Rio Ave FC deslocou-se à Marinha Grande para a festa da Taça de Portugal. Uma vitória por 0-2 da formação rioavista permitiu a passagem à próxima ronda da competição.

O mister Carlos Carvalhal promoveu quatro alterações em relação ao último 11 inicial apresentado frente ao Portimonense SC. Paulo Vítor, Monte, Messias, Matheus Reis e Mehdi foram chamados para a equipa inicial deste jogo da prova rainha.

Uma primeira parte equilibrada, com um Marinhense bem organizado e com futebol de qualidade e a causar algumas dificuldades à nossa equipa. Foi a equipa da Marinha Grande que teve a primeira grande oportunidade da partida, aos 24 minutos, que através de um livre direto atirou uma bola ao poste da baliza de Paulo Vítor.

Não marcou o Marinhense… marcou o Rio Ave FC. Minuto 33 da partida, na sequência de um livre direto de Diego Lopes, Tarantini aparece na área para finalizar de cabeça e apontar o primeiro na partida.

Ainda antes de terminar a primeira parte, Mehdi tem uma ocasião de ouro para aumentar a vantagem, mas falhou de baliza aberta.

Na segunda parte, o Rio Ave FC foi mais dominador e conseguiu as melhores oportunidades para ampliar a vantagem. Ao minuto 59, Mehdi ganha em velocidade ao defesa do Marinhense e sofre falta dentro da área. Nuno Santos assume a responsabilidade de bater a grande penalidade, mas permite a defesa do guardião contrário.

Com o Marinhense à procura do empate, foi o Rio Ave FC que “matou” a partida. Contra-ataque rioavista que permitiu a Nuno Santos correr pela esquerda e oferecer o segundo golo a Ronan, que atirou para a baliza deserta da formação do Marinhense, para delírio dos adeptos rioavistas presentes no Estádio Municipal da Marinha Grande que nunca deixaram a equipa rioavitsa sem apoio.

A equipa volta aos trabalhos amanhã, quarta-feira, já a pensar no jogo de sábado, frente ao Gil Vicente, a contar para a Allianz Cup.

 

FICHA DE JOGO

 

11 Inicial: Paulo Vítor, Monte, Messias, Santos, Matheus Reis, Tarantini (C) (90’), Filipe Augusto, Diego, Mehdi (86’), Mané e Bruno Moreira (56’);

Suplentes: Kieszek, Nuno Santos (56’), Junio Rocha, Vitó (90’), Ronan (86’), Pedro Amaral e Joca.

Treinador: Carlos Carvalhal