Sub-23: Arranque em falso na 2ª fase da Liga Revelação

Arrancou a 2ª fase da Liga Revelação a contar para o Apuramento para a Taça Revelação, que colocou frente a frente o Rio Ave FC e o SC Braga.

A primeira parte culminou com dois golos da equipa visitante. O primeiro surgiu aos 15′, numa altura ingrata, em que o Rio Ave FC estava a conseguir aproximar-se da baliza adversária com mais frequência, mas a ter algumas dificuldades em materializar as jogadas em golo. Depois de inaugurarem a partida, os bracarenses aumentaram a dose de confiança e começaram a conseguir ter mais controlo do jogo, pese embora a postura inconformada do plantel vilacondense. Aos 31′, a formação visitante acabou por conseguir aumentar a vantagem no marcador. Um resultado difícil de gerir, até porque a turma de Pedro Cunha terminou a primeira parte com mais remates do que o seu oponente.

No segundo tempo, a formação vilacondense pretendia encurtar a distância no marcador o mais rápido possível, mas a equipa do SC Braga foi fazendo os possíveis para manter o resultado, tendo conseguido anular as oportunidades dos verdes e brancos. Aos 62′, depois de uma perda de bola do Rio Ave FC, o adversário seguiu em direção à baliza de Lucas Flores e conseguiu fazer o 0-3.

E como há dias em que nada parece correr de feição, aos 72′, Gui viu o cartão vermelho e acabou expulso da partida. Reduzidos a 10 jogadores, o Rio Ave FC não perdeu a personalidade e continuou a lutar até ao fim.

Destaque para a estreia do novo reforço doo Rio Ave FC, o avançado Noah, que entrou na formação inicial e foi rendido por Marko Brkic, aos 70′.

No próximo dia 16 de Janeiro, o Rio Ave FC ruma até casa do Leixões SC, para disputar a 2ª jornada.

11 INICIAL: Lucas Flores, Diogo Ribeiro, Kait, Morgado, Ruca, Pany, Tomás, Fodélcio, Noah, Figo (C) e Fábio.

Substituições: Figo por Luís Pinto (45′), Rui André por Ribeiro (45′), Pany por Gui (70′), Noah por Marko Brkic (70′) e Fábio por Afonso Lemos (72′).

Suplentes: Tiago Coelho, Pimenta, Diogo Silva, Rui André, Gui, Lemos, Afonso Gama, Brkic e Luís Pinto.