Sub-23: Derrota não apaga primeira parte de excelência

Primeira parte com notas muito positivas para a equipa do Rio Ave FC. Domínio do jogo, boa ligação entre setores e boas oportunidades criadas.
A equipa arrancou muito bem no jogo, com o primeiro golo a ser marcado logo nos momentos iniciais, aos 2’, com remate de Marko Brkic a sofrer um ressalto e a bola entra nas redes gilistas.
A formação rioavista aumenta a vantagem aos 35’, com Brkic a marcar novamente.
Até ao fim da primeira metade do jogo, o Rio Ave FC manteve a superioridade.
Após o intervalo, a equipa da casa entrou determinada em mudar o rumo do jogo e logo aos 49’ marca o primeiro golo. O empate chega 5’ depois. Muito mais aguerrida e a fazer frente ao Rio Ave FC, a turma de Tiago Ribeiro teve dificuldade em voltar a entrar na partida. O Gil Vicente FC conseguiu criar mais oportunidades e fazer vida difícil à equipa visitante. Aos 63’, marcam o 3-2 e a poucos segundos de terminar o tempo de compensação conseguem concretizar mais um.
Um resultado que não era o esperado, mas com bons indicadores demonstrados na primeira parte.

11 INICIAL: Lucas Flores, Baffour, Vicente, Botelho, Richard, Luís Pedro, Vidazinha, Pipo, Brkic, Figo e Rui André.
Substituições: Jorge Karseladze por Baffour (58’), Diogo Silva por Pipo (67’), Luís Pinto por Marko Brkic (67’), Pany por Vicente (76’) , Tigas por Vidazinha (76’).


Suplentes: Figas, Jorge Karseladze, Gui, Pany, Kiko, Tigas, Diogoo Silva, Luís Pinto, Zé Luís, Fodélcio, Ferraz.