Sub-23: Divisão de pontos na deslocação aos Açores

Os Sub-23 voaram até à ilha dos Açores para defrontar o CD Santa Clara, na 6ª jornada da Fase de Apuramento para a Taça Revelação.

Se é verdade que o adversário ocupa os lugares cimeiros da tabela classificativa nesta etapa da competição, também é verdade que o percurso das duas equipas nesta segunda fase tem sido idêntico (com duas vitórias, dois empates e uma derrota) – sendo que o CD Santa Clara beneficia do facto de ter aglomerado mais pontos na primeira fase e, tal como ditam as regras, metade desses pontos migraram para a Fase de Apuramento para a Taça Revelação. Assim, olhando unicamente para o desempenho desta etapa, as duas equipas sabiam que iam ter que dar o litro para arrecadarem os três pontos.

A primeira parte começou bastante equilibrada, com aproximações às duas balizas, mas sem nenhuma oportunidade perigosa. O Rio Ave FC foi conseguindo impôr-se e à medida que a partida se foi desenrolando, conseguiu controlar mais o jogo, a insistir a sua permanência na área açoreana. Aos 30′, Figo tentou estrear o marcador mas a bola foi à figura. Também Noah viu a sua tentativa passar a centímetros do poste. Justo será dizer que apesar do maior caudal ofensivo ser verde e branco, o adversário também foi tentando ameaçar a baliza rioavista, mas a coesão entre o setor defensivo e Lucas Flores deram conta do recado.

Aos 42′, o CD Santa Clara ficou a jogar com menos um elemento, depois de Jean Sales ver vermelho direto em lance disputado com Pany.

Com alguma sorte, o Rio Ave FC poderia ter ido para intervalo a vencer.

Na segunda metade, o Rio Ave FC entrou forte, com a mira apontada às redes de Rodolfo Cardoso. No entanto, a formação açoreana surpreendeu o Rio Ave FC, numa saída rápida desde a sua baliza – que o Rio Ave FC ainda tentou quebrar, mas acabou por dar em golo. Edgar Melvin fez o remate que Lucas Flores se preparava para defender, mas a bola bateu nos pés de Ruca desviando a orientação da mesma. Uma infelicidade que colocou a formação da casa à frente no marcador.

Aos 65′, Fodélcio equilibrou o jogo, ao finalizar o livre batido por Diogo Ribeiro. O jogo intensificou-se, com o Rio Ave FC a não estar satisfeito com o empate e a tentar procurar rapidamente fazer o segundo. Por outro lado, o CD Santa Clara, mais cauteloso por força de estarem em inferioridade numérica, mas também a aproveitar as oportunidades que foram surgindo para saírem em direção às redes de Lucas Flores.

Apesar das tentativas, o Rio Ave FC não conseguiu alterar o resultado até ao apito final.

Na próxima jornada, o Rio Ave FC recebe o AC. Viseu.

11 INICIAL: Lucas Flores, Diogo Ribeiro, Kait, João Costa, Ruca, Pany, Tomás, Fodélcio, Noah, Figo (C) e Fábio.

Substituições: Fábio por Diego (45′), Tomás por Luís Pinto (77′), Pany por Lemos (84′), Figo por Hiago (84′), Ruca por Jorge Karseladze (90+2′)

Suplentes: Vasco, Barreto, Jorge Karseladze, Hiago, Lemos, Diego e Luís Pinto.