Menu

Estádio do Rio Ave Futebol Clube
Rua Dom Sancho I
4480-876 Vila do Conde

Telefone Geral
252 640 590

Rio Ave Store Estádio
Morada:
Rua D.Sancho I – Estádio do Rio Ave Futebol Clube
Horário:
9h30 às 12h30 e das 15h às 19h (terça feira a sexta feira)
10h à 13h e das 15h às 18h30 (sábado)

E-mail:
[email protected]

Uma vitória muito importante em Rio Maior

O Rio Ave FC rumou ao centro do país para defrontar o UD Vilafranquense, na 25ª jornada da Liga Portugal SABSEG.

Uma deslocação difícil e de extrema importância para o caminho que o clube tem vindo a percorrer.

O Rio Ave FC entrou bem na partida e com uma novidade no 11 inicial. Fabrice Olinga envergou, pela primeira vez, a caravela ao peito na camisola principal e juntou-se ao restantes companheiros para disputar a partida desde o apito inicial.

Foi precisamente ele, o camisola 7, que chamou a atenção logo nos primeiros minutos, com um remate de primeira. A bola passou ao lado da baliza, mas a equipa da casa ficou em alerta.

Com o decorrer do tempo, o jogo acabou por ficar mais equilibrado, mas a turma de Vila do Conde foi a que se conseguiu aproximar mais vezes da baliza adversária, e reunir o maior número de ataques, remates e cantos.

Com nenhuma das equipas a conseguir concretizar, a partida chegou ao intervalo com o marcador a zeros.

Na segunda metade do tempo, a equipa do Rio Ave FC voltou a entrar bem e com as instruções do mister em mente. Luís Freire, inclusive, analisou no final da partida que, “na segunda parte, entramos bem também e conseguimos acelerar o jogo”, mas foi a equipa da casa quem conseguiu chegar primeiro ao golo. Aos 55’, “na primeira vez que o Vilafranquense cria realmente perigo, acaba por marcar o golo. A partir daí, tivemos de tentar nos equilibrar emocionalmente, e sem nos desequilibrarmos, tentarmos atacar”, explicou.

A equipa não desistiu e, mesmo na adversidade, conseguiu continuar a acreditar que era possível mudar a história que estava a ser contada.

Aos 60’ após insistência pelo lado direito, Costinha cruzou para Guga, que rematou para as mãos de Luís Ribeiro. Dois minutos depois, após tripla substituição, Pedro Mendes protagonizou um grande momento do jogo, com remate de categoria e com direito a defesa notável. O Rio Ave FC continuava a dar sinais de que não ia desistir da luta.

Aos 83’, o conjunto vilacondense beneficiou de um canto. Guga cruzou para a área, Ronan penteou a bola que sobrou para Pedro Mendes. Este dominou e rematou para o empate!

O jogo, que se ia encaminhando para o fim, passou a estar novamente em aberto e tudo podia acontecer, a qualquer instante.

Já no tempo de compensação, Pedro Amaral cruza para a área, e o guardião vilafranquense soca a bola, mas a mesma acaba por sobrar para o Pedro Mendes, que estava no lugar certo, na hora certa! Remata de primeira para o fundo das redes e coloca o Rio Ave FC em vantagem na partida.

A equipa, unida em torno da superação, continuou a dar tudo até ao apito final. Há, inclusive, o vislumbre do hat trick de Pedro Mendes aos 90+4. Guga aguentou a pressão à entrada da área, abriu na direita para Ronan, que tentou assistir para o companheiro, mas o guarda-redes conseguiu interceptar a bola.

Pedro Mendes foi, sem surpresas, considerado o Homem do Jogo e salientou: “Merecíamos esta vitoria, tentamos desde o início do jogo. Apesar de estar a ser difícil, acreditamos até ao fim. Conseguimos dar a volta e conquistar os 3 pontos”.

Luís Freire, aproveitou a flash interview para dedicar a vitória. “Foi graças à qualidade, à crença e à qualidade dos jogadores, que conseguimos dar a volta. Esta vitória é dos jogadores, da crença do grupo de trabalho e é dedicada também aos adeptos porque é uma vitória importante para o Rio Ave FC. O apoio deles aqui fez a diferença e precisamos deles também já no próximo jogo”, frisou.

A próxima batalha do Rio Ave FC está marcada para o próximo sábado, dia 12 de Março, frente ao FC Penafiel.  

Jogo no Estádio Municipal de Rio Maior
Árbitro: Dinis Gorjão
Ao intervalo: 0-0
Marcador: Nené (55′), Pedro Mendes (83′ e 90+1′)
Acção disciplinar: cartão amarelo a Leonardo (15′), Edu Machado (40′), Mutombo (58′), Jhonatan (58′), Belkheir (71′) e Ronan (74’)

Rio Ave FC 2
Jhonatan, Costinha, Santos, Renato Pantalon, Pedro Amaral, Zé Manuel, João Graça, Guga, Fabrice Olinga, Aziz e Pedro Mendes.

Substituições: Vitor Gomes por João Graça (61’), Alhassane por Olinga (61’), Ronan por Zé Manuel (61’), Joca por Costinha (76’), Ângelo por Aziz (90+3’)

Suplentes não utilizados: Leo Vieira, Ângelo, Amine, Joca, Ukra e Sávio.

Treinador: Luís Freire.

UD Vilafranquense 1
Luís Ribeiro, Valente, Prince Mendy, Mutombo, Edu Machado, Leonardo, Gabriel Pereira, Léo Bahia, Bernardo, Néné, Belkheir


Substituições: Mike por Edu Machado (45), Ceitil por Bernardo (67’), Fati por Belkheir (73’), Lumeka por Gabriel Pereira (87’) e Nuno Rodrigues por Leonardo (87’)

Suplentes não utilizados: Adriano Facchini, Fati, Sangaré, Nuno Rodrigues, Lumeka, Veiga, Wagner.

Treinador: António Gouveia

Rio Ave FC 2
Jhonatan, Costinha, Santos, Renato Pantalon, Pedro Amaral, Zé Manuel, João Graça, Guga, Fabrice Olinga, Aziz e Pedro Mendes.

Substituições: Vitor Gomes por João Graça (61’), Alhassane por Olinga (61’), Ronan por Zé Manuel (61’), Joca por Costinha (76’), Ângelo por Aziz (90+3’)

Suplentes não utilizados: Leo Vieira, Amine, Ukra e Sávio.

Treinador: Luís Freire.

UD Vilafranquense 1
Luís Ribeiro, Valente, Prince Mendy, Mutombo, Edu Machado, Leonardo, Gabriel Pereira, Léo Bahia, Bernardo, Néné, Belkheir

Substituições: Mike por Edu Machado (45), Ceitil por Bernardo (67’), Fati por Belkheir (73’), Lumeka por Gabriel Pereira (87’) e Nuno Rodrigues por Leonardo (87’)

Suplentes não utilizados: Adriano Facchini, Sangaré, Veiga e Wagner.

Treinador: António Gouveia