Menu

Estádio do Rio Ave Futebol Clube
Rua Dom Sancho I
4480-876 Vila do Conde

Telefone Geral
252 640 590

Rio Ave Store Estádio
Morada:
Rua D.Sancho I – Estádio do Rio Ave Futebol Clube
Horário:
9h30 às 12h30 e das 15h às 19h (terça feira a sexta feira)
10h à 13h e das 15h às 18h30 (sábado)

E-mail:
[email protected]

Vitória escapa na compensação mas invencibilidade aumenta

Estão fechados os jogos fora de portas esta época e apesar de não ter conseguido alcançar a vitória (por muito pouco), o Rio Ave FC tem motivos para fazer a viagem de regresso a Vila do Conde de cabeça erguida.

Podemos começar por congratular os nossos adeptos que, mesmo com a manutenção assegurada, fizeram questão de ir apoiar a equipa a 600 km de casa. O nosso sincero obrigado! E por falar em agradecimentos, podemos também aproveitar para fazer a nossa demonstração de apreço pelo nosso guardião, que completou com o jogo deste sábado, o seu 100º de caravela ao peito. Jhonatan veste a camisola do Rio Ave FC há três épocas e tem sido uma das figuras centrais do plantel vilacondense.

Numa demonstração de seriedade e profissionalismo, algo que foi também transmitido recentemente por Luís Freire, a equipa cumpriu a sua promessa de encarar estes dois últimos jogos com elevadas doses de competitividade, até porque há novas metas para alcançar até ao fim do campeonato. Com este jogo, por exemplo, é estabelecido um novo recorde de jogos consecutivos sem perder no campeonato (agora são onze). Para além disso, com este empate, a formação vilacondense fez o seu 21º ponto na segunda volta, reforçando a qualidade do trabalho apresentado nesta segunda metade da época.

Ainda assim, as novidades não ficam por aqui. Amine, que aos 21′ recebeu a assistência de cabeça de Costinha e que inaugurou o marcador, fez o seu primeiro golo pela equipa do Rio Ave FC! O médio consolidou a sua posição na equipa esta época e hoje voltou a ser titular depois de ter estado um mês a recuperar de uma lesão no joelho.

Voltando ao jogo, o Portimonense SC tinha uma vontade muito grande de vencer e, assim, continuar na luta pela manutenção e isso notou-se. A formação algarvia tentou desde cedo chegar à baliza rioavista mas, ora sem a pontaria afinada, ora com Jhonatan a assegurar que a bola não batia nas suas redes.

Depois do golo do Rio Ave FC, também Santos fez a sua tentativa para dilatar o resultado, aos 39′ mas Nakamura conseguiu impedir. O guardião do Portimonense SC teve de voltar a intervir, antes do intervalo, para travar a intenção de Boateng.

No segundo tempo, a equipa da casa conseguiu fazer o golo que procurava, pelos pés de Carlinhos. A turma vilacondense respondeu rapidamente com Costinha a ficar perto de fazer o segundo golo do Rio Ave FC de cabeça. Os verdes e brancos voltaram a poder aumentar a vantagem com um remate em arco de Zé Manuel, aos 70′.

Com o tempo a passar e o jogo a aproximar-se do fim, foi perceptível os níveis de ansiedade a aumentarem, com os jogadores da equipa adversária a concentrarem-se ao máximo na área do Rio Ave FC à procura do golo da vitória. No entanto, o formação vilacondense não se deixou intimidar. O grupo manteve-se focado no jogo e aos 83′, Pantalon aumenta a vantagem com um golo de cabeça, depois de Hélder Sá ter batido o livre em direção à pequena área algarvia. O central croata assinou assim o seu primeiro golo esta época.

A faltarem poucos instantes para terminarem os 8 minutos de compensação, Hélio Varela aproveitou uma infelicidade de Costinha e conseguiu empatar a partida.

Na flash interview, Luís Freire referiu as várias contrariedades físicas que a equipa tinha para este jogo, com vários jogadores indisponíveis ou com limitações. Ainda assim, reconhece que este “é mais um empate que podia ter dado vitória”. Embora o Portimonense SC tenha conseguido ter uma boa reação, o treinador acredita que “ainda podíamos ter feito melhor”. A presença dos adeptos do Rio Ave FC não ficou indiferente a ninguém e o timoneiro fez questão de dizer que “a permanência é para os nossos adeptos que nunca nos deixaram cair e nos momentos mais difíceis estiveram sempre connosco”, rematou.

Jogo no Estádio Municipal de Portimão
Árbitro: João Pinheiro
Ao intervalo: 0-1
Marcadores: Amine (21′), Carlinhos (63′), Pantalon (83′) e Hélio Varela (90+7′).
Acção disciplinar: cartão amarelo a Carlinhos (82′), Zé Manuel (89′), Davis (90+3′), Estrela (90+5′).

Portimonense SC 2
Kosuke Nakamura, Guga, Filipe Relvas, Pedrão, Gonçalo Costa, Lucas Ventura, Taichi Fukui, Luan Campos, Carlinhos, Hélio Varela e Hildeberto Pereira.
Substituições: Gonçalo Costa por Ronie Carrillo (45′), Luan por Seck (58′), Berto por Midana (70′), Carlinhos por Estrela (89′), Lucas Ventura por Davis (89′),
Suplentes não utilizados: Vinicius Silvestre, Rafael Alcobia, Moustapha Seck, Davis Silva, Dener, Paulo Estrela, Kim Yong-hak, Ronie Carrillo, Midana Cassamá
Treinador: Paulo Sérgio

Rio Ave FC 2
Jhonatan, Pantalon, Santos, Patrick William, Costinha, Joca, Vítor Gomes, Fábio Ronaldo, Amine, Boateng e Úmaro Embaló
Substituições: Embaló por Vrousai (45′), Vítor Gomes por Nóbrega (56′), Fábio Ronaldo por Zé Manuel (64′), Amine por Adrien Silva (81′), Patrick William por Hélder Sá (81′)
Suplentes não utilizados: Cezary Miszta, Miguel Nóbrega, Devenish, Hélder Sá, Adrien, Ukra, Zé Manuel, Vrousai e Amine Rehmi
Treinador: Luís Freire