Dois minutos. Dois golos. Uma vitória!

Um Rio Ave FC determinado em manter as boas exibições e, consequentemente, os resultados merecidos.

E foi assim mesmo que se escreveu esta história que termina com um final feliz e mais três pontos para os vilacondenses – que desempatam a igualdade pontual com o Vitória SC que se via na tabela classificativa.

A chuva cai intensamente no Estádio D. Afonso Henriques. Uns minutos iniciais de grande equilíbrio, de parte a parte, e sem grandes oportunidades de golo.

Aos 25 minutos, cartão vermelho mostrado a Matheus Reis por puxar a camisola a Tapsoba na grande área. Um susto valente, que não passou disso mesmo, já que afinal de contas, na jogada em causa Tapsoba estava em fora de jogo. Sete longos minutos de espera e é rectificada a confusão.

Aos 38 minutos, o destino era a baliza de Douglas! Depois de um passe certeiro de Diogo Figueiras que atravessa a grande área, Diego Lopes não hesita e aponta o primeiro golo da partida. Não há tempo para baixar a guarda. Dois minutos depois, a jogada que deu origem ao golo quase se repete. Mehdi Taremi assiste para Diego Lopes, que escorrega e põe toda a gente em sobressalto! Mas o brasileiro recupera rápido e chega a tempo para entregar a bola a Matheus Reis que com sucesso aponta o segundo golo do Rio Ave FC – e o seu primeiro na Liga Portuguesa.

A equipa vilacondense chega ao intervalo em vantagem.

Na segunda metade do tempo, a formação vimaranense tenta recuperar os danos a todo o custo. Muita pressão à equipa de Vila do Conde que com mestria e qualidade soube lidar com as dificuldades. A formação de Ivo Vieira pôs à prova Kieszek que foi conseguindo manter o resultado no marcador. Até que, a faltar 15 minutos para o término do tempo regulamentar, Tapsoba consegue reduzir a desvantagem.

O Vitória SC tentou até aos últimos segundos alcançar o empate, mas a verdade é que o Rio Ave FC regressa a Vila do Conde com mais três pontos na bagagem e com uma vitória que já não acontecia, em Guimarães, desde 2013, muito festejada, diga-se, pelos sempre presentes adeptos rioavistas.

Após o apito final, Diego Lopes recebe, pela segunda vez consecutiva, a distinção de Homem do Jogo.

As baterias estão agora apontadas ao próximo desafio, desta vez em casa, já esta sexta-feira, frente ao FC Famalicão para disputar a 19ª jornada da Liga NOS.

Jogo no Estádio D. Afonso Henriques
Árbitro: Hélder Malheiro
Marcadores: Diego Lopes (38), Matheus Reis (40), Tapsoba (75)
Acção disciplinar: cartão amarelo a Diego Lopes (59), Matheus Reis (59), Filipe Augusto (76) e Tarantini (78)

Vitória SC 1
Douglas, Pedro Henrique, Rafa Soares, Tapsoba, Evangelista, André André, Bonatini, Victor Garcia, Edwards, Pêpê Rodrigues, Davidson
Substituições: André André por João Pedro (45), Evangelista por João Teixeira (45) e Edwards por Rochinha (75)
Suplentes não utilizados: Miguel Silva, Venâncio, Sacko e Poha
Treinador: Ivo Vieira

Rio Ave FC 2
Kieszek, Diogo Figueiras, Borevkovic, Aderllan Santos, Matheus Reis, Tarantini, Filipe Augusto, Diego Lopes, Lucas Piazon, Nuno Santos e Mehdi Taremi
Substituições: Nuno Santos por Carlos Mané (61), Lucas Piazon por Gelson Dala (79) e Mehdi Taremi por Bruno Moreira (90+1)
Suplentes não utilizados: Paulo Vitor, Nelson Monte, Junio Rocha, Carlos Mané e Pedro Amaral