Terreno ‘empapou’ confronto equilibrado

O Rio Ave FC chegou a Moreira de Cónegos consciente do desafio difícil que tinha pela frente e com a noção de que o seu adversário não ia facilitar a conquista dos três pontos. Para ajudar a formação vilacondense nesta demanda, estiveram centenas de adeptos rioavistas a puxar pela equipa do primeiro ao último minuto. Mais uma demonstração inequívoca de apoio, que não deixa ninguém indiferente.

Convenhamos que este não foi o jogo mais emocionante da época, uma vez que não houve golos para celebrar, mas é preciso olhar para o facto de que em campo se encontraram duas equipas que não queriam perder, nem falhar passes, tal como Santos teve oportunidade de frisar na flash interview. Reinou antes o equilíbrio, num jogo sem oportunidades flagrantes, mas com qualidade tática que chegue e sobre. No que ao Rio Ave FC diz respeito, se temos de reconhecer que ofensivamente não esteve tão produtivo como o seu oponente, por outro lado temos de dar o devido mérito ao setor defensivo que não baixou a guarda e manteve-se concentrado e competente até ao último minuto.

Tal como analisou Luís Freire na entrevista rápida no fim da partida, os seus pupilos entraram melhor na segunda parte com Embaló, Vrousai e Fábio Ronaldo a protagonizarem algumas das principais iniciativas, mas a serem também travadas pela formação caseira. Já nos 87′, João Teixeira tentou a sua sorte, mas Kewin deu conta do recado.

Em cima do fim do tempo regulamentar, penálti assinalado a favor do Moreirense FC, mas para alívio de todos os que envergavam a caravela ao peito, foi mal batido por Alan, que viu a bola passar por cima da barra.

O Rio Ave FC soma mais um ponto, e como disse o nosso capitão da defesa, “é sempre bom pontuar, principalmente fora de casa”.

Na próxima jornada, o Rio Ave FC volta a jogar no seu território, para defrontar o SC Braga, sábado (09/03), às 18H00.

Jogo no Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos
Árbitro: Bruno Pires Costa
Ao intervalo: 0-0
Acção disciplinar: cartão amarelo a Fabiano (54′) e Josué (89′).

Moreirense FC 0
Kewin Silva, Fabiano, Ponck, Maracás, Frimpong, Franco, Castro, Madson, Lawrence Ofori, João Camacho e Nlavo.
Substituições: Camacho por Hernâni (66′), Castro por Alan (66′), Nlavo por Mingotti (77′) e Madson por Kodisang (77′)
Suplentes não utilizados: Caio Secco, Dinis Pinto, Marcelo, Pedro Amador e Rúben Ismael.

Treinador: Rui Borges

Rio Ave FC 0
Jhonatan, Josué, Santos, Miguel Nóbrega, Costinha, Amine, Adrien Silva, Vrousai, Fábio Ronaldo, Aziz, Úmaro Embaló
Substituições: Adrien Silva por João Graça (61′), Embaló por Boateng (61′), Fábio Ronaldo por João Teixeira (74′), Aziz por Joca (74′) e Vrousai por Heldér Sá (81′)
Suplentes não utilizados: Magrão, Patrick William, Mateo Tanlongo e Vítor Gomes.

Treinador: Luís Freire