Três pontos em dia de Temporal

Era impossível conseguir ter mais do que um bom resultado num jogo que decorreu sob um autêntico temporal, com chuva intensa e vento muito forte.

As condições climáticas obrigaram os jogadores a um esforço físico maior e a uma estratégia muito própria. E foi aqui que o os nossos jogadores fizeram a diferença.

Alterando o “desenho táctico” face ao pormenor de jogar contra ou a favor do vento e sabendo que o terreno estava com agua acumulada, Pedro Martins conseguiu que os jogadores do Rio Ave fossem os mais “esclarecidos” durante a partida.

A jogar a favor do vento e com muita chuva, o Rio Ave FC optou por colocar dois homens na área (Guedes e Yazalde). Logo no início da partida Guedes esteve muito perto de marcar, não fosse a defesa do guarda-redes, mas se não o fez aqui acabaria por o concretizar aos 34 minutos. Antes do fim da primeira parte, Guedes voltaria a dispor de uma nova situação de golo que não concretizou.

Na segunda metade, a jogar contra o vento, Pedro Martins adoptou um 4-3-3 e preveniu um adversário a optar por um jogo mais directo e com mais posse. Ainda assim, foram do Rio Ave as melhores ocasiões de golo, por Yazalde, para nova defesa de André Moreira, e Kayembe, que acertou no poste.

No final dos 96 minutos de jogo permaneceu a vitória por 1-0 e o objectivo de “virar” a primeira volta com 25 pontos.

600_6276 600_6296 600_6301 600_6318 600_6334 600_6340 600_6355 600_6374 600_6383 600_6453