Sub-23: Manhã difícil para a formação rioavista

Uma jornada difícil de digerir para a formação do Rio Ave FC, que foi até à cidade dos estudantes para defrontar a Associação Académica de Coimbra.

O golo que estreou o marcador surgiu logo aos 10′, a favorecer a equipa da casa.

Logo de seguida o Rio Ave FC mostrou-se insatisfeito e cria duas grandes oportunidades de perigo, uma pelos pés de Guedes e outra, no seguimento de um canto, através de Moisés. Infelizmente, sem conseguirem concretizar.

Aos 29′, a Académica aumenta o resultado do marcador e, até ao intervalo, apesar das tentivas dos rioavistas de dar a volta ao resultado, este manteve-se inalterável.

Marco Paiva mexe na equipa e promove a entrada de Diogo Almeida e Luís Pinto para jogarem a segunda metade da partida.

O Rio Ave FC estava com dificuldades em chegar ao golo, e para piorar a situação, aos 66′ Leo vê o segundo amarelo e é expuslo.

A jogar com menos um, a equipa ressentiu a desvantagem e a pressão do tempo a passar. Sofrem novamente logo de seguida.

A moral estava em baixo, e os esforços não estavam a ser visiveis no marcador. Aos 74′ , a Académica volta a conseguir marcar, pela última vez.

De cabeça erguida, agora é hora de começar a preparar o próximo jogo, em casa do Cova da Piedade, dia 13 de Fevereiro.

Jornada 7 – 2ª fase da Liga Revelação

Académica Coimbra 4-0 Rio Ave FC

Estádio Municipal Sérgio Conceição

11 INICIAL: Pedro Henrique, Pimenta, Branco, Tomás Martins, Leo, Guedes, Moisés, Amaral, Barbosa, Guilherme e Jaime

Ainda jogaram: Diogo Almeida, Luís Pinto, Francisco, Jorge Rodrigues e Novais.

Suplentes: João Silva, Rui Bruno, Madiu, Novais e Amadi.